quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

VIVENDO E APRENDENDO (1)


Eram os dias revoltosos da década dos 60 .Brasília fervilhava e faltava pouco para a eclosão do movimento militar que destronaria o presidente João Goulart . As greves paralisavam o comércio , a indústria e a agricultura .A maioria delas liderada pelo próprio Ministro do Trabalho , Leonel Brizola . No campo , as Ligas Camponesas , comandadas por Francisco Julião , invadiam fazendas , saqueavam , roubavam e matavam impunemente . Foram as precursoras do MST . E o presidente se acercando cada vez mais dos regimes totalitários e esquerdistas da América Latina , com o objetivo de transformar o Brasil numa "República Sindicalista" . Nos ministérios foram instaladas as figuras mais retrógradas do radicalismo . Tal e qual acontece hoje . Só mudaram a tampa . O vaso continua o mesmo .
Foi em meio a esse clima que um dia recebemos a notícia de que um dos nossos mais aguerridos e corajosos militantes da UDN havia falecido em São João da Boa Vista . Eu era secretário particular do deputado federal Herbert Levy , presidente nacional do partido . Herbert ficou chocado e decidiu que deveríamos viajar para acompanhar o enterro de nosso companheiro . Como Carlos Lacerda se encontrava em São Paulo , foi convidado a viajar conosco . Roberto de Abreu Sodré arrumou um aviãozinho e lá fomos nós : Herbert , Lacerda , Eduardo Lunardelli e eu , rumo a São João da Boa Vista . (Continua)

2 comentários:

Eduardo P.L disse...

Detalhes de que não me recordava mais! Mas foi exatamente assim!

Maria Elisa disse...

Sr. Waldo não li todas as matérais, sempre li seus artigos e aprendo muito com eles, parabéns...estou passando ao Silvano e para alguns amigos , abraços Elisa