sábado, 27 de fevereiro de 2010

A HISTÓRIA DE BUDA


Para encerrar bem o mês de fevereiro , vamos exorcisar os demônios que nos afligem diariamente para falarmos de um santo . Para falarmos de Sidarta Gautama . Para falarmos de Buda . Certo dia , ao conversar com um monje budista tibetano que nos visitava , achei estranho ele afirmar que encerrava sua viagem ao Brasil tendo visto apenas pouquíssimas imagens do buda verdadeiro . "A imagem muito comum de um homem gordo que muitos associam ao Buda -- disse ele -- não é , na verdade, a do verdadeiro Buda Sidarta Gautama .Trata-se de uma figura religiosa adorada e respeitada na China e no Japão : a de um monje Zen que teria vivido no século 10 AC . Na China ele recebeu o nome de Pu-Ti . No Japão era conhecido como Hotei . E foi essa imagem que o Ocidente absorveu " . Mas acrescentou , delicadamente , que venerar a imagem do Buda gordinho não invalida a fé e a devoção pois também ele , por sua vez , foi um Buda . "Cada um de nós - afirmou - é na verdade um Buda em potencial . Mas foi Sidarta quem nos transmitiu o método para que nos identifiquemos com essa divindade interna " . Pedi-lhe, então, que me contasse a história de Sidarta , em cuja figura se concentra a verdadeira origem do budismo . O monje sorriu e me explicou pacientemente . Segundo ele , Sidarta era um principe indiano que nasceu nos pés do Himalaia no século 5 AC . Para protegê-lo dos sofrimentos do mundo , seu pai o trancou num palácio revestido de seda e ouro .
Ao completar 20 anos , embora rodeado de riquezas, o jovem sentia um imenso vazio interior .Pediu então a seu pai que lhe permitisse ver como era o mundo fora do palácio . Livre , viu os horrores que castigavam seus semelhantes : doenças , velhice , miséria e morte . E decidiu enfrentar esses horrores . Tornou-se um pobre peregrino e , sozinho , embrenhou-se no deserto . Em certa ocasião sentou-se aos pés de uma árvore na cidade de Bodhgaya e alí jurou permanecer até entender e resolver todos os problemas relacionados com a vida e a morte . Após entrar em um estado de profunda meditação o príncipe descobriu sua natureza cósmica , que estava muito além da doença, da velhice , da miseria e da morte . Ao acordar , já não era mais um príncipe . Já não era mais Sidarta Gautama . Era Buda ,o Iluminado . Era Aquêle Que Despertou . Essa experiência magnífica , conhecida como Iluminação , é quem conduz o homem à descoberta do Nirvana . "Mas se você não conseguir isso nesta vida -- disse-me o monje tibetano -- não se preocupe . Ao renascer , você terá de volta todas as sementes boas que plantou na vida anterior . Basta , desde já , seguir os preceitos básicos do budismo : praticar as Quatro Verdades , dedicar-se à Meditação , ser bom , ser generoso , não apegar-se às coisas terrenas , não matar , não roubar e não mentir".

2 comentários:

Eduardo P.L disse...

Waldo,

como já o havia prevenido no comentário que fiz na primeira postagem, minha memória e o número grande de blogs que "gerencio" me fazem cometer enganos. As duas referências que fiz ao amigo, não foram no Varal, e sim no meu blog de opinião, O ÚLTIMO BLOG. ( waldo domingos claro
07 Set 2009
07 Set 2009
hoje entrei na internet em busca de informações e descobri esses dados ( da eleição) que relatei. nada mais, a não ser homonimos, e citaçõe no site "abertos arquivos da ditadura"." waldo domingos claro, presidente da aliança democrática ...
http://elunardelli.blogspot.com/
recortado do Google - 3/2010
Escrever por obrigação
11 Nov 2009
11 Nov 2009
E isso me reporta à inveja que tinha do meu saudoso amigo Waldo Domingos Claro, jornalista brilhante, que sentava em frente à uma máquina de escrever, e com os dez dedos da mão, dedilhava o teclado, como uma metralhadora, escrevendo sem ...
http://elunardelli.blogspot.com/


Me explico: meu primeiro, e por isso mais velho e importante blog é o Varal de Ideias onde espero suas visitas e comentários!

Vejo que sou seu primeiro SEGUIDOR, e tenho certeza que poderemos fazer esse número crescer muito rapidamente! Trataremos disso!
Uma das melhores formas de tornarmos nossos blogs conhecidos, visitados, e lidos ( pois esse é sempre nosso objetivo final) é visitar e deixar um COMENTÁRIO nos blogs visitados! Com o link no nome do autor do comentário, muita gente atraída pelo texto e ideias expostas, virão conhece-lo, e daí se forma a corrente! Como sei ser novato neste mundo novo, me permito essas considerações, pois como sou "macaco velho" neste meio, aprendi algumas manhas!
Outras dicas irei dando no correr do tempo, e dependendo do seu apetite!!!!

Abçs

Eduardo P.L disse...

Agora, com mais tempo, estou me deliciando nos seus textos! Buda tinha razão!