sexta-feira, 7 de maio de 2010

OPERAÇÃO WEI JIN


Deploráveis , sob todos os aspectos , as graves denúncias que "O Estado de S. Paulo" trouxe a público no último dia 05 , envolvendo os nomes do delegado Romeu Tuma Jr. , Secretário Nacional de Justiça do governo Lula , e Li Kwok Kwen ( também conhecido como Paulo Li) , investigado pela Polícia Federal como sendo um dos chefes da Máfia Chinesa que opera no Brasil . Li está prêso desde o ano passado , quando a "Operação Wei Jin" o identificou como comandante de um milionário esquema de contrabando de celulares falsificados na China e que lhe rendia mais de R$ 1 milhão por mês . Êle é acusado ainda pelo Ministério Público Federal de formação de quadrilha e descaminho . Pesa ainda contra êle a acusação de intermediar vistos de permanência a chineses que entraram ilegalmente no Brasil . Quando foi prêso , no ano passado , Li telefonou imediatamente para Tuma Jr. na presença dos agentes federais . Começou aí a confusão que virou um grande escândalo nacional . Por que ? Porque Tuma Jr. é também presidente do Conselho Nacional de Combate à Pirataria e chefe do setor do qual dependem os processos de emissão de vistos para a permanência de estrangeiros no país . Começaram então , segundo as denúncias , as investigações para saber até onde iam as ligações de Tuma Jr. com Paulo Li . Apurou-se , entre outras coisas , segundo o "Estadão" , que Li e a familia Tuma mantêm laços de amizade há quase 20 anos . Que Li colaborou na campanha que elegeu Romeu Tuma como senador da Repúblca . Que Li foi assessor parlamentar de Tuma Jr. quando este se elegeu deputado estadual em São Paulo , em 2003 . Que Li , com a ajuda de Tuma Jr . "regularizou" a situação de chineses que viviam clandestinamente no Brasil . Que Li tinha cartões de visita ( apreendidos pela polícia) com o brasão da República no qual se identificava como "assessor especial" da Secretaria Nacional de Justiça . Que Tuma Jr. , conforme interceptações telefônicas autorizadas pela Justiça , fazia encomendas de celulares, computadores e videgames ao chinês . Foi quando desmoronou o castelo de cartas . Sem pré-julgamento e visando apenas o esclarecimento da verdade , a maioria do povo brasileiro acredita em duas coisas : 1) que Tuma Jr. deveria ter-se afastado do cargo tão logo surgiram as primeiras denúncias , para evitar o comprometimento das investigações e , 2) que ao não se afastar do cargo por deliberação pessoal , deveria ter sido imediatamente demitido pelo presidente Lula da Silva , até a conclusão das investigações . Nem uma coisa , nem outra . Tuma Jr. continua no cargo e Lula da Silva continua assoviando em cima do muro ! E o povo que se lixe ! (E.T. A foto que ilustra a matéria nada tem a ver com o assunto comentado . Trata-se apenas de um antigo traje vestido pelos sentinelas dos palácios imperiais da China . Autor da foto : Yunphoto) .

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Sobre esse assunto asqueroso vou me abster de falar, mas quero elogiar sua ilutração, que por si só falou tudo!