sexta-feira, 30 de abril de 2010

O PODER DE UM CRACHÁ


Anita Driemeir conta que certo dia um oficial do Drug Enforcement Administratiom (DEA), muito empertigado , visitou uma fazenda no Texas e , ríspidamente , encurralou um velho fazendeiro dizendo :"Preciso inspecionar sua fazenda por plantação ilegal de maconha!" . O velho respondeu :" OK , fique á vontade . Mas não vá até aquele campo alí" . O oficial não aguentou a insolência e sentenciou : " O senhor sabe que tenho o poder do governo federal comigo ? " . E , tirando um crachá do bolso , continuou : "Este crachá me concede autoridade para ir onde quiser e entrar em qualquer propriedade . Não preciso pedir por favor e nem responder a nenhuma pergunta . Está claro ? Me fiz entender? " . Humilhado , o velho fazendeiro pediu desculpas e retornou ao seu trabalho . Minutos depois ouviu uma gritaria danada e viu o oficial do governo correndo em desabalada carreira . Atrás dele , mais veloz ainda , estava um touro Santa Gertrudes , o maior e mais feroz da fazenda . A cada momento o touro ia chegando mais perto do oficial , que gritava com medo de ser chifrado antes de encontrar um lugar seguro . Estava simplesmente apavorado . Calmamente , o velho fazendeiro largou seus instrumentos , correu para junto da cerca e gritou a plenos pulmões para o oficial : "Se crachá ! Mostre seu crachá para êle!!!" . No Brasil , o valente Santa Gertrudes poderia ser usado para desembestar atrás das quadrilhas do MST . Não é mesmo ?

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Waldo, nem me diga!!!
Exatamente ontem meus vizinhos, em Campinas, foram invadidos pelo MST, e a polícia, numa inédita e rápida ação, botou-os para correr. Moral da história: ou um touro Santa Gertrudes ou uma polícia competente e honesta!