terça-feira, 20 de abril de 2010

MUNDO NOVO RENOVADO


Entardecia hoje em Jaú e o calor era sufocante , beirando os 34 graus . Cansado , depois de um dia estafante , entrei em casa e sequer tive ânimo para subir a escada da varanda . Sentei-me num banco de meu pequeno e agradável jardim , entoei o costumeiro assovio para avisar Biriba que eu já tinha chegado e deixei-me conduzir pelos pensamentos . Que faziam meu cérebro rodopiar . Exaustivamente . E alegremente , por sinal . Até que tive ânimo para entrar em casa . Cumprimentei Biriba e fui direto ao computador , para verificar as novidades . Entrei em meu blog "Mundo Novo" e , para desespero meu , não o reconhecí . Estava todo diferente , cheio de coisas estranhas e repleto de novidades com as quais eu sempre sonhei mas que não tinha tido até agora a capacidade de criar . Pisava , cauteloso , em chão desconhecido . Percebendo minha aflição , Biriba sentou-se aos meus pés e limitou-se a rosnar e a latir bem baixinho , como que para não incomodar . Perguntei , então , aos meus anjos , o que havia acontecido com meu blog durante minha ausência . O menorzinho deles , ainda engatinhando entre as nuvens , cruzou as asinhas , colocou-se á frente de seus companheirinhos e explicou vagarosamente , para que eu não perdesse uma só palavra : " O seu blog , Claro , embora parecesse bom para você , estava muito escuro . Meio tímido . Sem novidades. Sem atalhos para que pudéssemos vagar e voar . Então , quando menos esperávamos , surgiu um moço que apresentou-se como Eduardo Penteado Lunardelli . Disse que foi um seu amigo de juventude e nos pediu licença para vagar no escuro Mundo Novo . Ficou muito tempo aqui dentro . Olhou tudo .Remexeu tudo . E foi incorporando coisas vivas nos cantos que jaziam quase sem vida . Quando saiu , como por milagre , o blog explodiu em luzes e cores . Renasceu .Criou vida . Ficou bonito de se ver e entrar . Do nada , surgiram o Ladinho , o Arquivo do Blog , os Drops do Dia , a Lista de Leitura e um mundaréu de coisas novas " . Emocionado e como bom budista , coloquei-me de joelhos diante de meu Buda , acendí um incenso e rezei . Rezei para agradecer a visita que, durante minha ausência , meu amigo Eduardo Penteado Lunardelli fez ao meu Mundo Novo , renovando-o e deixando-o incrivelmente belo . Não há como agradecer milagres assim !

Um comentário:

Eduardo P.L disse...

hahahaha!! Essa foi ótima! Vou levar para alegrar a turma lá do Varal e a do Drops!
Grande narrador! Texto fácil e claro! Claro, como é o Waldo!
Forte abraço,

e ficou ainda me devendo instalar o Skype para podermos prosear e colocar as novidades dos últimos 45 anos em dia!